terça-feira, agosto 23, 2011

EULÁLIA DUARTE - "O sabor do Fado"


video

"...Cantar o Fado é saber / Sentir, amar e sofrer..."

Com música de Jorge Fontes e letra de D. Silva, Eulália Duarte interpreta "O sabor do Fado".

Plat.

Eulália Duarte, uma singular voz do Fado, natural de Lisboa (Lumiar), estreou-se no Café Luso (Catedral do Fado) na travessa da Queimada em 1947, foi em Moçambique (Lourenço Marques), dona de duas casas de fado onde teve grande projecção... "Club dos Lisboetas - Adega da Madragoa e Tendinha" casas onde muito trabalhou... em 1972 com o fadista Carlos Macedo, foi eleita Rainha do Fado... 

Gravou muitos temas tais como: "Você Chega a Estas Horas" (1º grande exito), "Lenda das Rosas" (2º exito), "Sabor a Fado" (3º grande exito), seguiu-se o "Dia de Feira" exito em duas versões, "Ser Fadista", "Assim era o Fado", "Lisboa minha Lisboa", "No Ribatejo", "O Meu Cigano", "Marujo de Lisboa", "Sabor a Fado", "Espalho o meu Coração", "A verdade que sou Eu",... pôs o seu cunho pessoal no "Lisboa Antiga", "Numa Casa Portuguesa", "Fado das Caldas", "Armazém dos Maridos", "O Meu Amor é Forcado", entre muitos outros e últimamente o (Fado do Cartaxo) "Vai acima, vai abaixo, com o Bom Vinho do Cartaxo" , grande exito, este fado é um cartão de visita à cidade... 

Fez vários filmes onde se destaca o "O Explicador de Matemática" de Corinha Ramos, entrou no comentário televisivo o "Ribatejo no Fado"... foi solista de orquestras, cantou nas melhores casa de fado de Lisboa e do nosso pais ao lado de grandes nomes, na rádio, televisão, em festas e romarias, recebeu várias prémios, conta com mais de 65 anos de carreira... 

É casada com José Albergaria da Silveira, técnico de contabilidade e não têm filhos... encontra-se a residir à mais de 30 anos em Ereira - Cartaxo (bonita aldeia no coração do Ribatejo), tendo-a adoptado como sua terra natal...

Na festa dos seus 60 anos de carreira no pavilhão do Centro Social e Paroquial contou com a presença de muitos colegas e amigos... entre as quais a já saudosa Dilma Melo (Nazareth Barbosa) (fadista e solista da Orquesta Típica Scalabitana)... últimamente Eulália Duarte encontra-se adoentada... por isso está afastada...

Os seus temas encontram-se gravados em vínis e cassetes, já não se encontram à venda, alguns temas estão disponíveis no Google, Facebook e no www.youtub.com...

Alguns fadistas amigos: Herminia Silva, Frutuoso França, Alfredo Marceneiro, Maria Albertina, Luís Piçarra, Amália Rodrigues, Lucília do Carmo, Fernando Maurício, Berta Cardoso, Carlos Macedo (Rei do fado 1972), Argentina Santos (dona da Parreirinha de Alfama), Celeste Rodrigues, Deolinda Rodrigues, Maria Augusta, "Zito (José Eduardo)", Nuno de Aguiar, Dilma Melo, José Carlos Garcia, Carlos Lisboa, José Carlos Agustinho, Maria João Quadros, Alexandra, António Figueiredo, Matilde Pereira, António Passão, Manuel João Ferreira, Manuel José Duarte, Emílio Serra, Palma Gois, João Chora, Joana Amendoeira e a nova revelação Hugo Faustino, entre muitos outros...

Alguns guitarras e violas com quem trabalhou: Pacheco (Pai), Profº Joel Pina, Jorge Fontes, José Fontes Rocha, António Chaínho, Martinho D`Assunção, Raul Silva, Avelino Magalhães, José Braga, Carlos Lopes, António Fonseca, Fernando Rebelo, Carlos Velez (Pai), Rui Girão, José Carlos Marona, Raimudo Seixas, Gilberto Silva, Custódio Castelo, José Bacalhau, Luís Petisca, Cajé Garcia, Pedro Amendoeira, entre muitos outros...

Jorge Durão


4 comentários:

Anónimo disse...

Grande voz, boa intepretação...

Anónimo disse...

Eulália Duarte uma singular voz do Fado com muito sucesso em Moçambique que, em 1972, foi eleita Rainha do Fado na ex-Lourenço Marques, hoje Maputo.

portguitar

Anónimo disse...

Eulália Duarte, uma singular voz do Fado, natural de Lisboa (Lumiar), estreou-se no Café Luso (Catedral do Fado) na travessa da Queimada em 1947, foi em Moçambique (Lourenço Marques), dona de duas casas de fado onde teve grande projecção... "Club dos Lisboetas - Adega da Madragoa e Tendinha" casas onde muito trabalhou... em 1972 com o fadista Carlos Macedo, foi eleita Rainha do Fado...

Gravou muitos temas tais como: "Você Chega a Estas Horas" (1º grande exito), "Lenda das Rosas" (2º exito), "Sabor a Fado" (3º grande exito), seguiu-se o "Dia de Feira" exito em duas versões, "Ser Fadista", "Assim era o Fado", "Lisboa minha Lisboa", "No Ribatejo", "O Meu Cigano", "Marujo de Lisboa", "Sabor a Fado", "Espalho o meu Coração", "A verdade que sou Eu",... pôs o seu cunho pessoal no "Lisboa Antiga", "Numa Casa Portuguesa", "Fado das Caldas", "Armazém dos Maridos", "O Meu Amor é Forcado", entre muitos outros e últimamente o (Fado do Cartaxo) "Vai acima, vai abaixo, com o Bom Vinho do Cartaxo" , grande exito, este fado é um cartão de visita à cidade...

Fez vários filmes onde se destaca o "O Explicador de Matemática" de Corinha Ramos, entrou no comentário televisivo o "Ribatejo no Fado"... foi solista de orquestras, cantou nas melhores casa de fado de Lisboa e do nosso pais ao lado de grandes nomes, na rádio, televisão, em festas e romarias, recebeu várias prémios, conta com mais de 65 anos de carreira...

É casada com José Albergaria da Silveira, técnico de contabilidade e não têm filhos... encontra-se a residir à mais de 30 anos em Ereira - Cartaxo (bonita aldeia no coração do Ribatejo), tendo-a adoptado como sua terra natal...

Na festa dos seus 60 anos de carreira no pavilhão do Centro Social e Paroquial contou com a presença de muitos colegas e amigos... entre as quais a já saudosa Dilma Melo (Nazareth Barbosa) (fadista e solista da Orquesta Típica Scalabitana)... últimamente Eulália Duarte encontra-se adoentada... por isso está afastada...

Os seus temas encontram-se gravados em vínis e cassetes, já não se encontram à venda, alguns temas estão disponíveis no Google, Facebook e no www.youtub.com...

Alguns fadistas amigos: Herminia Silva, Frutuoso França, Alfredo Marceneiro, Maria Albertina, Luís Piçarra, Amália Rodrigues, Lucília do Carmo, Fernando Maurício, Berta Cardoso, Carlos Macedo (Rei do fado 1972), Argentina Santos (dona da Parreirinha de Alfama), Celeste Rodrigues, Deolinda Rodrigues, Maria Augusta, "Zito (José Eduardo)", Nuno de Aguiar, Dilma Melo, José Carlos Garcia, Carlos Lisboa, José Carlos Agustinho, Maria João Quadros, Alexandra, António Figueiredo, Matilde Pereira, António Passão, Manuel João Ferreira, Manuel José Duarte, Emílio Serra, Palma Gois, João Chora, Joana Amendoeira e a nova revelação Hugo Faustino, entre muitos outros...

Alguns guitarras e violas com quem trabalhou: Pacheco (Pai), Profº Joel Pina, Jorge Fontes, José Fontes Rocha, António Chaínho, Martinho D`Assunção, Raul Silva, Avelino Magalhães, José Braga, Carlos Lopes, António Fonseca, Fernando Rebelo, Carlos Velez (Pai), Rui Girão, José Carlos Marona, Raimudo Seixas, Gilberto Silva, Custódio Castelo, José Bacalhau, Luís Petisca, Cajé Garcia, Pedro Amendoeira, entre muitos outros...

Jorge Durão

Fadista disse...

Obrigada por toda esta informação; aproveitei e coloquei-a no corpo do verbete.